— Eu queria me desculpar.
— Ótimo.
— Deixe-me acabar. Eu disse que queria. Mas percebi que não lamento.
— Você preferia morrer a ser humano. E espera que eu concorde?
— Não disse isso, só que não lamento. Mas sabe o que realmente sou? Egoísta. Porque fiz escolhas ruins que te magoaram. Sim, eu preferiria morrer a ser humano. Preferiria morrer agora a passar vários anos com você para perdê-la quando estiver velho e você ainda ser você. Preferiria morrer agora a passar meus últimos anos lembrando como era bom e como eu era feliz. Porque eu sou assim, Elena. E não vou mudar. E não há desculpas no mundo que englobe todas as razões de eu não ser o cara certo para você.
— Tudo bem. Mas eu também não lamento. Não lamento ter te conhecido. Nem que isso tenha me feito questionar tudo. E na morte, é você quem mais faz com que eu me sinta viva. Você tem sido uma pessoa horrível. Você fez todas as escolhas erradas. E de todas as que já fiz, esta deve ser a pior, mas não lamento estar apaixonada por você. Eu amo você, Damon. Eu amo você.
The Vampire Diaries.   (via tipografado)
Posted 1 September 2014, 1 day ago | 12,764 notes | reblog this post
(originally prestigiador / via tipografado)
São apenas palavras vazias.
Harry Potter. (via coliderar)
Posted 31 August 2014, 2 days ago | 542 notes | reblog this post
(originally coliderar / via coliderar)

"You gonna stay with me?     Always ." 

Posted 31 August 2014, 2 days ago | 283 notes | reblog this post
(originally tobasementpeople / via tobasementpeople)
Posted 31 August 2014, 2 days ago | 1,793 notes | reblog this post
(originally vicesevirtues / via vicesevirtues)

"Desculpe, não posso sair hoje, um personagem do livro que eu to lendo morreu."

Posted 31 August 2014, 2 days ago | 12,186 notes | reblog this post
(originally querido-e-devotado / via querido-e-devotado)
O que torna belo o deserto é que ele esconde um poço em algum lugar.
O Pequeno Príncipe  (via e-x-p-l-o-r-a-r)
Posted 31 August 2014, 2 days ago | 5,847 notes | reblog this post
(originally mafagafios / via e-x-p-l-o-r-a-r)
O amor habita na simplicidade das coisas. Num sms de bom dia, num sorriso, num abraço, num olhar…
Paris 1995.    (via alvorado)
Posted 31 August 2014, 2 days ago | 16,403 notes | reblog this post
(originally antipoetico / via alvorado)
Posted 30 August 2014, 2 days ago | 395,207 notes | reblog this post
(originally date / via n-o-v-o-h-e-r-o-i)
Aquilo doía, e não é um eufemismo. Doía como uma surra.
John Green.  (via ofuscador)
Posted 30 August 2014, 2 days ago | 7,848 notes | reblog this post
(originally cuidavel / via ofuscador)
Ela Cerveja, Ele Coca Cola. Ela disco, ele tinta. Ela toca, ele pinta. Ela dança, ele tenta. Ela sorri, ele não aguenta. Ela escandalosa, ele calado. Ela festeira, ele sossegado. Ela quer ir, ele tá de boa. Ela desiste, ele ‘me perdoa’. Ela pontual, ele demora. Ela tem pressa, ele sem hora. Ela espera, ele vai embora. Ela pergunta, ele enrola. Ela desencana, ele peleja. Ela explica, ele boceja. Ela respira, ele fraqueja. Ela entende, ele a beija. Ela ponto, ele porém. Ela forte, ele do bem. Ela do momento, ele do além. Ela ama, ele também.
Pedro Bial.  (via ofuscador)
Posted 30 August 2014, 2 days ago | 54,331 notes | reblog this post
(originally naquelatarde / via ofuscador)
Cartas Da Alma
no desapontamento a esperança nasce...
"Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez."


“Sofre horrores, mas continua do bem, sempre inventando histórias com final feliz.”
— Caio Fernando Abreu
When spring ends
Love dies
theme por affectingyou; inspirado em decepcionar, com detalhes de maresia e quase-insana.
page 1 of 1164 »